Páginas

20 de mar de 2011

30 dias de paganismo - Dia 02:Divindades

    Sou reconstrucionista, logo, não criei um panteão ou uma mescla de panteões. O panteão egípcio é o que sigo, e este é composto por vários deuses e deusas.
    Os deuses/as egípcios tem características diversas, mas geralmente encontramos suas descrições e imagens de maneira zoomórfica, ou seja, com partes de animais.Por exemplo:


Sobek é um homem com cabeça de crocodilo.









                    

                     Renenutet é uma mulher com corpo/cabeça de serpente. 

    Correlacionamos também os deuses aos animais presentes em suas representações. Assim, o mesmo Sobek pode aparecer representado como um crocodilo ou Renenutet como uma serpente.O culto aos animais sempre esteve presente no Egito, com os falcões e besouros sendo os primeiros animais a serem considerados sagrados.
    Os deuses tem conexão com a natureza como um todo e seus fenômenos. Por esse motivo, considera-se que a religião seja panteísta - os deuses estão em tudo. Os deuses também possuem ligações com o céu em seus diferentes momentos através do dia e da noite, como Wadjet que é identificada com "a aparência do céu ao norte onde o sol nasce". Também possuem ligações com a terra, no caso, o Egito em termos de geografia. 
   Neste ponto, a concepção dos deuses assemelha-se ao helenismo e seu conceito de religião de pólis, onde vemos deuses/as sendo venerados e sagrados em determinados lugares em detrimento de outros. Thebas, a cidade de Bast e Mut; Abydos, cidade de Wesir.
    Entretanto, apesar do que possa parecer, o Kemetismo Ortodoxo não é uma religião de politeísmo, mas de monolatria. Atenção: monolatria é diferente de monoteismo, como no caso das religiões abraãmicas. No monoteísmo, há somente um deus, na monolatria, não. 
    Da mesma forma, também não somos henoteístas, onde afirmamos que o deus X é superior ao deus Y ou que determinado deus/a está acima dos outros deuses/as e que o culto de uma pessoa deve ser direcionado desta maneira. Como exemplo, cito o Odinismo dentro do Asatrú, que possui essa visão henoteísta.
     No Kemetismo Ortodoxo cremos em um princípio, Netjer. Netjer, ultra master do universo, não é feminino ou masculino. Então, aqui não cabe o conceito da Deusa Wicca ou de Javé, que é assumidamente, "Pai/Senhor".Netjer é tudo, o divino e sagrado. 
    Netjer apresenta-se com vários Nomes, Netjeru (deuses) e Netjeret (deusas) no panteão egípcio. São estes Nomes de Netjer os que personificam cada um dos seus aspectos separadamente. Assim, podemos interagir de uma maneira mais única e intensa, vivenciar e conhecer melhor o todo através de suas partes.
    Todos e um:Netjer.

2 comentários:

ROBSON E CRISTIANA disse...

Otimo lugar para estudar

Kytanna disse...

Vindo, lendo, aprendendo e recomendando, lógico! =D